A Hipótese ASSUSTADORA sobre os LOCKDOWNS na China

“Quase 400 milhões de pessoas estão sob bloqueio total ou parcial, como parte da política de covid zero na China. O comércio está parcialmente fechado e o transporte público com funcionamento restrito em ação para barrar o novo surto da doença. Impedidos até de sair às ruas para comprar comida, a população de Shanghai se manifestou em raro ato contra as medidas do governo há poucos dias. Também faltam remédios para os moradores.”

“Com um cão robô, o governo chinês fiscaliza as ruas da capital com um alto-falante. Queremos suprimentos! Queremos suprimentos! Um, dois, três, queremos suprimentos! Estamos trancados há 26 dias! Ninguém veio ajudá-la. Autoridades não vieram. Ela não teve o que comer por três dias. Ficou gritando por ajuda.”

Tá vendo o tamanho do problema que a China tá enfrentando? Com a política da covid zero, o governo chinês tem implementado lockdowns que estão prejudicando muito a população, chegando ao ponto de ter separado filhos das suas mães e as pessoas não poderem sair de casa nem pra comprar comida e medicamentos.

O desespero é tanto que um morador recorreu à internet, mas pagou o equivalente a 300 reais por carne podre. E também tem o problema da logística, que afeta o mundo inteiro. O porto de Shanghai é o maior do mundo, e a paralisação dos navios cargueiros impacta gravemente o   abastecimento de insumos por todo o planeta. E essa escassez de produtos, tem o potencial de aumentar ainda mais a inflação, que já está apertando as famílias brasileiras. De todo o mundo, na verdade.

O lockdown é lá do outro lado do mundo, mas é o seu bolso quem vai sofrer.  Mas a pergunta que você pode estar fazendo é essa: com o cenário da Covid mais brando. vacinação em massa, queda na mortalidade…Por que será que a China tem feito estes lockdowns, e insistindo na chamada “Covid Zero”? Será que era para tanto? Faz sentido praticamente parar a economia de lá por causa da covid? Ou tem caroço nesse angu? Alguma coisa mais grave acontecendo por lá e a gente ainda não sabe, hein? Assiste o vídeo até o final pra você entender essa história direito.

A população da China está cada vez mais revoltada com o confinamento, e está cada vez mais difícil pro governo controlar o povo. Eu já vou te falar três hipóteses que explicariam por que o governo chinês está pegando tão pesado nesses lockdowns. Mas antes se liga nas consequências que esse paradeiro geral lá na China ainda vai causar.

“O Brasil tem que estar preocupado nesse momento com a situação da China, em tentar, esperar que a demanda deles continue mais ou menos igual, que não caia muito, e esperar que eles não tenham um desafio logístico muito grande, e não tenham problemas de produção para que eles possam mandar os insumos para que a gente possa manter a nossa produção em dia. Já há um impacto hoje na economia chinesa, e ao longo do próximo mês a expectativa é que esse impacto não só se aprofunde na China, mas comece a chegar no resto do mundo.”

Viu o que o cientista político Leonardo Paz falou, né. A expectativa é que o impacto dos lockdowns na China comece a chegar no resto do mundo. E é isso que tá acontecendo mesmo, meu amigo. Olha essas notícias aqui: “Lockdowns em Xangai afetam todos os consumidores mundiais”; “Confinamento em Shanghai afeta abastecimento global e cria congestionamento de navios em porto”; “Com novo lockdown, China trava cadeia global de produtos”; “Com lockdown na China, exportadores buscam alternativas para a falta de contêineres”; “Lockdown em Shanghai desacelera
comércio de carne”, que é uma das principais commodities que o Brasil vende.

É, meu amigo, não vai ser fácil não. Mas por que será que a China tá fazendo tanto lockdown, hein? Quero falar de três hipóteses levantadas  pelo excelente Bruno Garattoni da Super. E se segura na cadeira aí que a terceira hipótese do real motivo da China por trás dos lockdowns é simplesmente perturbadora.

A primeira hipótese é a de que o governo chinês está sendo responsável, consciente. O que você acha hein, será que aprenderam a lição? Eles querem evitar mortes e também o surgimento de novas variantes. Bom, pelo menos isso é o que o governo chinês diz. E deixo contigo aí se os fins justificam os meios, de trancafiar as pessoas que nem bichos, com grade e tudo. A população da China é de 1 bilhão e 400 milhões de pessoas, e o ponto-chave aqui é que nenhuma vacina é 100% eficaz.

Do lado de cá do mundo, o vírus da covid está circulando tranquilamente, e a quantidade de mortes hoje em dia caiu bastante. Só que, num lugar onde a densidade demográfica é tão alta, um número considerável de pessoas vai acabar morrendo, mesmo estando vacinadas. Aliás, é importante considerar que a China não tem vacinas de RNA mensageiro, que protegem mais. Mais um ponto contra. Se o vírus circular sem nenhum controle na China, a possibilidade de surgirem novas variantes por lá é muito alta.

E tem outro problema na vacinação lá na China.  Só a metade das pessoas com mais de 80 anos se
vacinaram, e só 20% tomaram a terceira dose. Mas aí vem uma boa pergunta: encontrar esses idosos e vacinar eles não seria mais fácil do que colocar grandes centros em lockdown? Ainda mais quando se trata de um governo tão controlador como o da China, vacinar esse pessoal é mole pro gato. Só pedir “por favor”, sabe como é, né?

É por isso que a gente precisa considerar uma segunda hipótese: a de que o governo chinês adotou medidas pesadas demais, mais pesadas do que o necessário, e agora ele acha que fica feio voltar atrás e reconhecer o cagada. Lembra lá no começo da pandemia, que, enquanto em vários países acontecia um númeroxenorme de mortes, a China tinha sempre um número baixíssimo de contaminações? É claro, aqui a gente tá considerando a premissa de que os relatórios do governo da China eram verdadeiros, né.

Só que as coisas mudaram agora em 2022. Mesmo com as restrições e os testes em massa, o governo
chinês não está conseguindo controlar a propagação do vírus. Ou pode ser que eles tenham resolvido admitir que o número real de contaminações por lá não é zero, né. Qualquer que seja o caso, a gente
vê a situação da China aqui nesse gráfico, que mostra as contaminações lá. Acontece que, por mais que o governo chinês tente controlar o povo, uma hora ele vai ter que acabar com os confinamentos de grande escala.

Ainda que num ritmo fraco e lento, a população vai ficar cada vez mais frustrada, o que já está levando a manifestações, coisa que não se via na China, porque, evidentemente, o direito do povo lá é de não ter direito nenhum. Então, se a ideia do governo de chinês é evitar reconhecer que as medidas restritivas estão mais pesadas do que o necessário, a cada dia que passa vai ficando mais claro que não tem como sustentar por muito tempo essas medidas.

Por isso, existe uma terceira hipótese para esses lockdowns da China: eles sabem de coisas que a gente aqui, o resto do mundo, ainda não sabe. Mas que coisas seriam essas? Alguns cientistas especularam que as pessoas da etnia Han, que compõem 90% da população da China, seriam mais vulneráveis ao Sars-CoV-2. Sabe por que eles acharam isso? É o seguinte. Vamos pegar alguns dados aqui.

Como não se tem certeza dos números que o governo chinês informa, vamos considerar os dados de Hong Kong. Em fevereiro e março, a ilha enfrentou uma onda bem forte de covid, que teve uma alta letalidade. Entre as pessoas com mais de 80 anos, 9,84% dos infectados morreram. Considerando toda a população, a taxa de letalidade chegou a 37 mortes por milhão, muito acima dos números de outros países.

Pra você entender melhor o que esse número representa, olha esse gráfico aqui. Ele indica as mortes por milhão em alguns países desde o começo da pandemia. A linha azul escuro é Hong Kong. Olha aqui o pico de 37 mortes por milhão. Muito pior do que os números de outros países que enfrentaram ondas terríveis de covid, como Reino Unido, Alemanha, França, Estados Unidos e o próprio Brasil.

Acontece que, na época dessa onda de covid em Hong Kong, só a metade dos idosos estavam vacinados, e só 7% tinham recebido a terceira dose. Então o motivo dessa alta letalidade não foi algum tipo de vulnerabilidade na população da etnia Han, como alguns cientistas pensavam. É mais
provável ter sido falta de vacina mesmo. Então por que esses lockdowns tão rigorosos na China?

Pode ser que o governo chinês esteja com medo da covid longa. Mesmo que o número de mortos esteja baixo, a covid pode causar um comprometimento de longo prazo do sistema imunológico. Uma estimativa diz que mais de 100 milhões de pessoas ao redor do mundo tiveram ou estão com covid longa. Sabe quantos sintomas fazem parte da covid longa? Mais de 200, meu amigo, e quem pega essa porcaria pode ficar com um ou mais desses sintomas por mais de um mês, e em alguns casos esses sintomas são permanentes.

Entre esses sintomas estão deficiência respiratória, dor crônica, fadiga, disfunção cognitiva, alucinações visuais, tremores, coceira, palpitação, incontinência urinária, perda de memória, visão embaçada, diarreia, disfunção sexual e vamos parar por aqui mesmo porque se deixar essa lista vai   longe. Agora imagina uma porcentagem de uma população como a da China sofrendo esses sintomas.

Talvez isso preocupe o governo lá. Só que o governo chinês pode estar preocupado com   ainda outra coisa. Sabe o Instituto de Virologia de Wuhan (sim, aquele próprio investigado pelos Estados Unidos pela origem do novo coronavirus?).

Então. Em março, alguns cientistas de lá publicaram um estudo que diz que o Sars-CoV-2 é capaz de atacar o sistema imunológico. Esse vírus usa um mecanismo (que ainda não tinha sido observado) pra infectar e destruir células T do subtipo CD4, que são as mesmas atacadas pelo HIV. Isso também não quer dizer que o Sars-CoV-2 comprometa o sistema imunológico por um longo prazo. Até porque, em casos graves de covid, o nível dessas células cai mas depois volta ao normal.

Mas toda essa questão pode estar preocupando o governo chinês. E ainda tem mais uma possibilidade. Uma nova variante pode ter surgido na China e as autoridades de lá estão omitindo a   informação. Se for isso mesmo, meu amigo, o jeito é a gente torcer pra essa variante não se espalhar.

Veja bem, entende direito: especulação, não afirmação, nada confirmado. Porque se tiver uma nova variante na China levando o governo a implantar lockdowns super rígidos, que estão causando desaceleração econômica e prejudicando a cadeia global de suprimentos, é porque a coisa lá tá feia mesmo.

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Veja como ganhar R$500 reais em 44 dias, trabalhando apenas 10 minutos por dia na internet.